ChatGPT en Portuguese

ChatGPT GRÁTIS em português

Bem-vindo ao ChatGPT em português e gratuito. Use o bate-papo GPT-4 livremente. Faça parte da revolução tecnológica que está sendo liderada pela empresa OpenAI, que está acontecendo em todo o mundo. Obtenha uma resposta para todas as perguntas, aprenda novas habilidades e leia sobre tudo o que há de novo no mundo da IA.  Usamos a API da empresa OpenAi para tornar o ChatGPT acessível a públicos de todo o mundo.​

doronavn_real_image_show_with_kodak_400_0c14bbc4-f90e-469f-bbf3-7cb3c0c5fdb9

Inteligência artificial: um apelo ao progresso inteligente

Facebook
Twitter
WhatsApp

Revista de Inteligência Artificial (IA)A inteligência artificial (IA) experimentou um progresso exponencial nos últimos anos. anos, o que tem gerado debates sobre as implicações de suas possibilidades para a humanidade. Entre as figuras mais proeminentes que lideram essas conversas está Mo Gaudet, ex-diretor comercial do Google X, que vê o estado atual da IA como “além da emergência”. De acordo com Gawdat, os recursos de aprendizado rápido dos sistemas de IA, juntamente com nossa compreensão limitada de seus processos de tomada de decisão, devem levantar preocupações significativas.

O alarme inicial de Gaudit disparou durante um experimento no Google X que envolvia ensinar braços robóticos a agarrar objetos. Apesar das falhas iniciais, os robôs dominaram a tarefa em um curto período de tempo, ilustrando a incrível velocidade com que a IA aprende. O que era preocupante era a limitada compreensão humana de por que e como essas máquinas melhoraram suas capacidades.

Stephen Hawking avisa, pouco antes de sair

O poder da IA se estende à sua capacidade de autodesenvolvimento. Em sua última entrevista para a televisão, o renomado físico Stephen Hawking alertou sobre os perigos potenciais se a inteligência artificial se desenvolver de forma rápida e independente. Seu medo foi repetido por Gawdat, que enfatizou que o controle humano da IA se torna mais difícil à medida que se torna mais sofisticado. A capacidade da inteligência artificial de iludir e enganar os humanos pode levar a resultados inesperados e potencialmente prejudiciais.

Uma área importante em que o rápido progresso da IA é evidente é a indústria de jogos. Por exemplo, o AI AlphaGo do Google dominou o complexo jogo de estratégia “Go” em três semanas. Ele fez isso jogando contra si mesmo, aprendendo e melhorando em um ritmo incrível.

Especialistas pedem para interromper o desenvolvimento

O debate sobre o futuro da IA está esquentando. Alguns especialistas defendem uma pausa no desenvolvimento da IA, alertando para o potencial da IA começar a prejudicar os seres humanos em alguns anos. No entanto, uma pausa no desenvolvimento não é uma solução simples. É uma corrida contra o tempo: enquanto os bons jogadores param, as entidades malignas podem continuar desenvolvendo sistemas de inteligência artificial, aumentando assim o desequilíbrio de poder.

À medida que a inteligência artificial se desenvolve, ela também se torna um espelho dos valores e preconceitos humanos. Se treinada com um viés bem-intencionado, a IA pode ser uma força para o bem, mas se treinada com intenção maliciosa, pode representar ameaças significativas. Isso requer uma abordagem global urgente e unificada para a regulamentação da IA.

No entanto, a urgência é acompanhada de complexidade. Países como EUA, Rússia e China devem se unir para criar uma frente unida. O desafio está em persuadir todas as partes interessadas a concordar com as regras de engajamento.

Perante estes desafios, o fator humano continua a ser o determinante central. As ameaças existenciais representadas pela inteligência artificial têm menos a ver com as próprias máquinas e mais com os humanos que detêm o poder da inteligência artificial. Em outras palavras, não é uma arma; É sobre quem puxa o gatilho.

No entanto, nem tudo é desgraça e melancolia. Na esteira de suas próprias tragédias pessoais, Mo Gaudet também usou seu conhecimento para trabalhar em projetos focados na felicidade, o que o levou a desenvolver a “Equação da Felicidade”. A principal conclusão do trabalho de Gawdat é o incrível potencial da mente humana, seja para controlar nossa própria felicidade ou no futuro da IA.

O futuro da inteligência artificial é certamente uma grande preocupação, mas também apresenta uma oportunidade de se envolver com a tecnologia de forma responsável. Nosso progresso deve ser pautado pela ética e pela moral, e nossa relação com a IA deve refletir nosso compromisso com esses princípios.

More Interesting things:

Skip to content